sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

{Instagram} Resumo Janeiro - Saúde Mental x Cosplay


Saúde mental x Cosplay - parte 1 - o problema!
Eu descobri minha depressão em meados de 2016, onde eu tinha crises tão fortes que chegava a desmaiar, na verdade, na época eu nem sabia q estava tendo uma crise. Depois de idas ao psiquiatra, medicada e muitas sessões de psicoterapia, eu aprendi mais sobre eu mesma, sabia identificar uma crise, se estava ansiosa e tals.
Porém, falando assim parece que tudo isso aconteceu rápido, mas foram 2 anos e meio, até reagir a todo o tratamento, durante esse período eu não tinha ânimo para fazer as coisas que gostava, então acabei me afastando de animes e cosplays, de certa forma isso me frustrava, por que eu queria fazer, mas não tinha forças, eu me cobrava por isso, e acabava ficando mais desanimada. Isso foi um ciclo vicioso que eu demorei para sair...
Você sabia que independente de ter depressão, ansiedade ou algo do gênero, a psicoterapia faz muito bem?
Você passa a se conhecer, a se entender, e com isso você pode mudar e se tornar uma pessoa melhor para si mesmo.



Saúde mental x Cosplay - parte 2 - amigos!
A medida que o tratamento ia fazendo efeito, eu conseguia ter ânimo pras mínimas coisas, e com o passar do tempo, consegui voltar para os cosplays, principalmente com o apoio de duas amigas muito queridas que nos momentos bons e ruins, permaneceram ao meu lado, Amy @amandaap93 e Jul @julianajap  foram muito importantes nessa época da minha vida!
Mas além de amigas muito especiais, elas são artistas incríveis, a arte delas, foi a corda que me puxou do fundo do poço, e me fez retornar para os cosplays.
Nessa época eu não estava bem para fazer cosplays completos, então comecei a fazer "visuais" inspirados em SHINee, pegava uma coisa ou outra que tinha em casa, juntava tudo e tirava algumas fotos. Fazia isso quase toda semana, como os resultados ficavam do meu agrado, eu me animava ainda mais a melhorar para os próximos, sempre com o apoio das PulimTwins @pulimcartoon .
Eu estava fazendo esses "visuais", de SHINee, as PulimTwins fazem muita arte de SHINee, e genderbend deles, então por que não fazer um Cosplay de uma das artes delas?
E vcs, tem amigos que já eram importantes, mas que depois de alguma situação se tornaram como irmãos?



Saúde mental x cosplay - parte 3 - peso
Depois do passo mais dificil, que é o primeiro, eu voltei de cabeça para o cosplay. Juntei a terapia, amigos e o que eu amo fazer e melhorei uns 50%.
Voltei a assistir animes, planejar novos cosplays, costurar e criar.
Mas ao pegar meus cosplays antigos, e ver que não entro na maioria me deprime. Sim, com tudo que eu passei, a depressão, a ansiedade, os medicamentos e a falta de ânimo pra viver, eu acabei engordando MUITO, e até hoje eu não consegui voltar ao meu peso normal.
Eu sei que não precisamos seguir um padrão de beleza, e que eu não passei a ser menos, só por causa do meu peso, por que isso não influência em nada, mas eu não gosto do que eu vejo no espelho, não gosto de ver minha arara de cosplays, e contar nos dedos quantos eu ainda entro.
Tenho grandes inspirações, mulheres lindas, incríveis, inteligentes, donas da porra toda, cosplayers, estilosas, que tem um corpo maravilhoso, e que vestem mais de 40. Mas eu vejo o problema apenas em mim, apenas no meu corpo 😥
Eu sei que a primeira coisa que preciso fazer, é me aceitar, e depois tentar ter uma vida mais saudável, e que a consequência disso vai ser meu corpo antigo. Mas me aceitar tem sido difícil.
Algumas poucas vezes eu me aceito, mas depois isso passa, e volto a um ciclo vicioso. Fico triste e deprimida por não conseguir ser saudável, mas afogo minhas mágoas em comidas não saudáveis. "Amanhã eu me alimento melhor!" mas esse amanhã sempre fica pra outro dia 😭
Eu sei que vou superar isso, sei que vou conseguir voltar pros meus cosplays antigos, só não sei quando.



Saúde mental x cosplay - parte 4 - Fobia Social ¹
Voltei pros cosplays e isso me fez um bem danado, isso é fato, e voltei também para os eventos de anime.
Porém eu mudei muito por causa da síndrome do pânico, que veio junto com a depressão, e não foi uma mudança boa, infelizmente.
Fobia Social é uma das consequências do agravamento da síndrome do pânico, então ficar em locais fechados e/ou com muitas pessoas, é uma grande tortura pra mim, eu até tento aguentar, mas se fizer isso por muito tempo, isso leva à uma crise de pânico, que na pior das hipóteses, me faz desmaiar.
No começo da depressão, em 2016, eu não saia de casa, era só de casa pra psicoterapia e da psicpterapia pra casa. Mas com todo tratamento adequado, e frequente eu fui apresentando melhoras, e em 2018 eu conseguia sair de casa sem ter crises de pânico, mas obviamente, sem exageros.
Em 2018 eu planejei o ano todo, junto com alguns amigos, ir para CCXP, seria a realização de um sonho, porém por maior que fosse o local, também havia MUITAS pessoas lá dentro, e depois da fila quilométrica pra entrar, eu tive uma crise de pânico, e tive que ir embora 😔
Durante as crises é como se toda minha energia fosse sugada, então assim que posso, eu durmo, durmo muito, até que minha energia volte. Eu foi o que eu fiz depois da crise, eu dormi praticamente o dia inteiro e depois a noite inteira, mas o lado bom foi que no dia seguinte eu acordei bem e pude ir para o último dia da CCXP, perdi muita coisa, por que um dia é muito pouco para ver tudo que tem na CCXP, mas aproveitei a experiência épica que é esse evento!



Saúde mental x cosplay - parte 4 - Fobia Social ²
Como falei anteriormente, por causa da Síndrome do Pânico, tenho a fobia social, e isso faz com que eu evite um pouco as pessoas, para não ter uma crise.
Eu cheguei num ponto onde eu já não sabia mais iniciar uma conversa com alguém que acabei de conhecer, eu tinha medo disso. Mas o Anipop me ajudou pra caramba com isso, eu reaprendi a falar em público, a puxar assunto e conversar com as pessoas. Melhorei consideravelmente, mas não estou imune a uma recaída.
Então peço compreensão, caso você me encontre em um local cheio de pessoas, seja em eventos de anime ou outro lugar, e eu não esteja tão receptiva, provavelmente estou segurando uma crise de pânico. Eu amo conhecer novas pessoas, principalmente se forem do meio cosplay, jamais vou ignorar ou tratar mal 😌



Saúde mental x Cosplay - Parte 5 - me sentindo útil !
Quem me conhece, sabe que eu não paro, que eu tenho a nessecidade de me sentir útil e produtiva, e isso e algo que o cosplay me proporciona!
Por causa do cosplay eu aprendi a costurar, aprendi a fazer acessórios, armas. Corturar eu aprendi o básico num curso, mas ainda quero me aperfeiçoar ! Fazer os acessórios e armas, foi no peito e na raça HSUSHS Lá pra 2010 não tinham tantos tutoriais como tem hoje na internet, e os que tinham, eram gringos e usavam uns materiais que eu não encontrava, então eu aprendi tentando, errando e acertando, pegando uma dica ou outra de algum tutorial, e botando a cabeça pra funcionar e fazer dar certo.
Hoje em dia fazer acessórios pra cosplay é minha paixão e é o que mais faz eu me sentir útil, e pra alguém com depressão, isso é uma grande vitória!



Saúde mental x Cosplay - parte 6 - Como o cosplay me faz bem!
O cosplay entrou na minha vida logo depois de uma perda, e isso me ajudou a superar. Mas logo depois de começar, foi impossível parar! Eu costumo dizer que Cosplay é um mundo sem volta hehe.
Por causa do cosplay eu passei a ser mais dedicada, e fui atrás de novos aprendizados, a fim de me aprimorar, tudo por causa de hobby!
Depois o cosplay me ajudou na depressão, e por causa disso, criei o @anipoplaguna que hoje é um dos grandes motivos da minha felicidade, me sinto realizada e capaz de fazer qualquer coisa!
Por isso, sou muito grata a esse hobby, que me motivou a ser uma versão melhor de mim mesma 😌